01 maio 2006

lá e aqui

a esquecida Bolívia nacionaliza as plataformas, ocupa a Petrobras e faz tremer a América Latina ao grito de “o petróleo é nosso”. deles, no caso. Evo Morales não parece ter medo de ninguém e, mesmo sendo uma atitude com cheiro de naftalina, não posso negar que me provoca inveja. por que não temos mais coragem, mais ousadia? por que não fazemos uma gritaria? alguma coisa deve ser nossa, além da renda de bilro e da tapioca.

mas não. por aqui a coisa é um pouco mais, hum, pitoresca. por aqui a gente faz, hum, greve de fome. como aquele rapaz que quer porque quer ser presidente, o Garotinho. ele está chateadinho porque está sendo preterido no PMDB e porque está sendo acusado de irregularidades e porque o país está entregue aos neoliberais e por causa da Globo e porque sim.

Little Boy disse que vai “lutar, lutar e lutar para ser o candidato do PMDB”. e que protesta contra “o modelo econômico excludente”. ah, eu também acho que é um ótimo modo de enfrentar o capitalismo. eficaz, seguro e com alto índice de resultados. todo mundo conhece pelo menos um banqueiro que já faliu por causa de um grevista de fome. ainda mais quando é criança que protesta.

3 comentários:

Sean Hagen disse...

*


e com esse ato heróico do Gurizinho, um sansão contra um golias - o mal que a Globo faz, eu descobri agora, é dar munição pra esse bando de sem-vergonha existir - uma sardinha-guri contra os tubarões, quantos votos ele receberá?
que venha o senado para o menino emburrado e anoréxico, saída mais honrosa pra quem já perdeu tudo e não vai ser presidente.


*

Adri Amaral disse...

ok, marcia, missao cumprida, teu novo link ja ta la no blog..bjos

Tattiana disse...

clap,clap, clap. Apoiado!