22 outubro 2006

ponto de estrada

os blogs portugueses de culinária me deixam a salivaire e estão sempre a me maravilhaire. porque, além de receitas que talvez um dia eu possa fazer sem morrer de vergonha da platéia, eles trazem palavras divinas. engraçadas, saborosas, estranhas, incompreensíveis, bonitinhas. fascinantes.

é assim que o avental do gourmet põe a salsa no almofariz e pisa-a com o pilão, põe os vegetais a estufar lentamente no lume e vai gerindo a broa migada. ele come esparregado de pistácios, rojões em banha e pêssegos tardios.

é assim também que a colher-de-pau parte o pão em bocados e retifica o sal. ela ripa o alface, aloura o tamboril, tapa o tacho e cozinha o tomate até o ponto de estrada.

adoro os portugueses. piu piu piu.

2 comentários:

Leonardo disse...

então você pode dar as mãos para a Iara com esta admiração por Portugal, sua língua e suas coisas!!! Já eu, cozinheira portuguesa com certeza, ou não, tanto faz!! Quero mesmo é comer gostoso!!!!! :-o

Oooops... fui!

Felipe disse...

Eu JURO que tem um restaurante em Recife que serve um prato chamado 'punhetas de bacalhau'.
Segundo me falaram, o nome sugestivo vem do fato do bacalhau ser desfiado com os punhos.
:D