18 agosto 2007

vai uma cervejinha?

agosto, o mês do cachorro louco, subverte também a lógica da matemática. pelo menos para a revista Men’s Health, esta maravilha do aconselhamento moderno masculino.

a seção Mixer Família dá uma tese. são duas páginas, que na verdade viram uma (a revista tem mais o que falar, gente!). bem no centro, uma propaganda educativa de cerveja, que soma uma página inteira. ora, pois. cerveja tem tudo a ver com família, filhos e pais responsáveis. então, de editorial mesmo, resta uma pagininha, distribuída nas duas laterais.

no texto, encontramos novidades incríveis. “bater papo com seu filho é fundamental.” puxa. sério? “‘é importante conversar para haver troca afetiva’, afirma a psicóloga.” meus sais. eu nunca imaginei!!! ainda bem que a psicóloga me avisou. “observe o comportamento da criança em festas de aniversário e você descobrirá se ela é do tipo retraída ou sociável. se ficar no canto do salão, provavelmente está com medo de alguma ação ou reação.” ah, que alívio. e eu, que pensava que crianças que ficavam sozinhas em festas estavam apenas pensando em Nietzsche. nada como uma revista inteligente para guiar pais obtusos.

e a matemática? ah, o saber. ah, o afeto associado ao capitalismo. em letras grandes e um colossal ponto de exclamação, porque exclamar é importante e gera sede – e homem que é homem mata a sede com cerveja –, temos ali:

“O pai é o predileto!”

“Pelo menos no dia do aniversário”

opa. que crianças afetuosas. que lindinhas. elas gostam de passar o aniversário com papai? ah, que fofo. e o texto:

“Porcentagem de crianças que acreditam que é mais fácil pedir presentes ao pai do que à mãe:”

“25%”

hum... tá. mas assim, tipo: 25% não é menos que 75%? tá, digamos que uma porcentagem dos pimpolhos tenha dito “não sei”, “tanto faz”, “a vovó”. ainda assim, concluir que 25%, uma minoria acachapante, faz de papai o predileto é não entender nada de estatística. além disso, que coisinha mais ou menos associar afeto a pedir presentes. bem típico desta revistinha, em que tudo é objeto.

fico pensando com minhas peninhas. até onde um jornalista consegue fazer este tipo de revista sem verdadeiramente rir dos leitores? é preciso muito cinismo para criar tanta pauta, gerar tanta estatística e buscar tanta fonte, normalmente séria e de alto nível, para gerar o mais do mesmo, todo mês – apenas para vender produtos (a cerveja) e atitudes (o consumo, como idéia de sociedade).

18 comentários:

Anônimo disse...

Não é por nada, mas tu não atende mais telefone? Mudou o celular? Beijo santa-mariense.

Penkala disse...

é a NOVA das revistas masculinas. o que pra mim é um alívio... tem jornalista (???) escrevendo merda tanto pra mulé quanto pros homi.

e todas elas enxergam as pessoas como se na vida delas tudo fosse exatamente como no núcleo rico das novelas das 21h.

tipo... e a gente reclamando da xuxa falando pros baixinhos pra comerem iogurte todos os dias pra ficarem fortes...

Maroto disse...

que mal lhe pergunte, por que é que uma pinta inteligente lê um treco desses? Às vezes desconfio que o teu masoquismo ameaça escapar dos limites da sanidade

Rosamaria disse...

huáhuáhuá

a maroto tem razão, pinta!
maroto, ela quer é ver os saradões!

tenho pena dos pais que seguem essas opiniões, com tantos livros bons que existem agora e não existiam no meu tempo.

Lu disse...

com certeza quando esta pessoa dita jornalista houve a opinião de um colega ou de uma pessoa com cérebro de que não concorda com a matéria, ela deve pensar: tu não é o público. Mas e quem é então? Estas matérias são boas pra dar risada na espera de consultório, faz passar mais rápido o tempo...heheheheh

Dani Reule disse...

Putz... tenho que rever minhas leituras. Qto é a assinatura dessa revista?

Sean Hagen disse...

*




que mal lhe pergunte, por que é que uma pinta inteligente lê um treco desses? [2]





*

sylvia moretzsohn disse...

Subscrevo os comentários: por que é que uma pinta inteligente lê um treco desses?

Porém, de certa forma, entendo: hoje mesmo estava pensando em aulas passadas, lembrei de uma aluna que estava estagiando numa revista que nem sei se existe mais, chamada "Cabelos".

Engraçado. Em Introdução ao Jornalismo, para os calouros, eu me baseio em parte da minha tese - aquele papo bacana de esclarecimento, etc. - e depois penso: tudo isso pra depois ir trabalhar no "Povo" (espreme que sai sangue) ou na "Minha Novela". Por sinal, não sei se foi nessa revista que vi, de passagem, na capa exposta numa banca de jornal, que "Marion é a assassina de Taís". Menos uma preocupação na minha vida, portanto...

marcia disse...

ANÔNIMO,
atendo telefone e inclusive retorno recados. quando deixam recado, né?

PENKINHA,
comprei a Men's junto com a Nova. achei que combinavam.
menininho e menininha.
mas agora já sei como virar os cílios e aprendi o que eles gostam!!!!

URUBU, SEAN e SYLVIA,
eu sou inteligente?
uia.

ROSA,
espeta um alfinete nos saradões pra ver o que acontece.

LU,
sala de espera sempre tem.
dá até pra rir e esquecer que lá dentro está o dentista. :(

DANI,
é caro.
dá uns cinco teóricoxxxx francesexxxx.
compra uma na banca. vale pro ano todo, pode acreditar.

SYLVIA,
vou fazer um post sobre o mercado editorial.
os dados da ANER são impressionantes.

Carlos Eduardo Carrion disse...

Puxa gente. tem tanta gente querendo o "como fazer!!!" (com bastantes pontos de exclamação), "como ser feliz" e, principalmente, "como levar mil mulheres para cama, levá-las a mil orgasmos consecutivo, fazendo-a falar tão bem de você que vai ter filas na sua porta!!!!!!!!!!!!" Mesmo que estas receitas não funcionem e, se funcionassem, estivessem fora do alcance do ser humano normal, tipo "leve-a a tomar um daikiri nas ilhas Seichelles, deitados em cima de um tapete de pele de tigre legítimo," as pessoas precisam acreditar em algo que as leve para longe de seu mundinho medíocre. Quase como ir a um cartomante ou ler o horóscopo, que todos nós um dia lemos, mesmo que houvesse sido feito por nós.
Existem estas revista e existem quem as escrevam porque existem pessoas que necessitam delas.

Maroto disse...

eu detesto Caras, não leio nem em sala de espera, mas confesso que Cabelos eu até gosto :D Também não resisto a qualquer edição da Nova, muito menos se a capa prometer me ensinar '2002 loucuras para fazer com ele na cama' ou 'truques para o melhor orgasmo do universo'. Melhor que isso só Boa Forma: 'emagreça 15 quilos por dia comendo trufas de chocolate'

Rosamaria disse...

com licença, Márcia:
maroto, qdo souberes como emagrecer (não precisa ser 15 quilos) comendo trufas ME DIZ, PLISS!!!

maristela disse...

primeiro, se tu é como eu, lê aé bula de remédio, e fim. e pra falar, bem ou mal, tem de ler.
segundo: dodô t´´a te esperando no www.diariodadodo.blogspot.com.
afinal, uma pinta e uma cachorra finas sempre se entendem]bj
maris

Sean Hagen disse...

*



eu quero ler uma revista sobre mim.
quem edita?
blog não vale que já tenho um.





*

ederson disse...

ah, mas as dicas de como aumentar os braços são valiosas.

La Carmencita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Reges.ts disse...

Nietzsche?
Nããããããooooo!

marcia disse...

reges, eu juro que já tinha separado o teu Bachelard pra levar amanhã. :P