12 dezembro 2007

escárnio

algumas pessoas têm dificuldade de raciocínio, problema de memória ou os neurônios do caráter não fazem sinapse? cinco meses depois de um avião da TAM com defeito no reversor matar todos os passageiros – a maioria gaúchos –, os tripulantes e muitos funcionários da própria empresa, o que significa, exatamente, aquela árvore de Natal que a RBS e a Prefeitura de Porto Alegre resolveram colocar na Usina do Gasômetro, em Porto Alegre, com patrocínio da... TAM?

é um escárnio? quem é o diligente diretor de marketing da RBS, que aceita associar o nome da empresa de comunicação – que, em tese, deveria fazer “jornalismo” – ao nome de uma empresa comprometida em um grave e recente acidente? e o cuidadoso prefeitinho, Fogaça? não consegue perceber este pequeno detalhe?

além do fato de que a TAM não oferece ao país nenhum motivo para comemorar, a árvore ainda é uma ode ao mau gosto estético. e é também um atestado de provincianismo. o texto de Zero Hora faz questão de dizer que a árvore repete “uma estrutura afunilada do mesmo modelo das que enfeitam as festas de final de ano de cidades como São Paulo e Rio de Janeiro”. meus sais. não existe nada mais provinciano, como se sabe, do que querer viver na capital. dizer que algo é bom porque é feito no Rio ou em São Paulo é de uma pobreza intelectual que me dá vergonha.

porém, o que me envergonha mesmo é esta falta de articulação entre “as marcas” (abstratas?) de empresas que nos tratam como lixo e a vida concreta das pessoas. como bem disse Cazuza, está faltando ideologia pra viver. está faltando um mínimo de parâmetro, para que as pessoas saibam a quem podem se associar. e que entendam que fogos de artifício, na virada do ano, patrocinados pela TAM, são atestado de que não há nada para comemorar.

escárnio. desaforo. bola fora. coisa de prefeiturinha que trata seus cidadãos como gente burra, incapaz de juntar dois mais dois – e acho até que a maioria das pessoas quer mais é “ver a árvore” e tirar fotinhos, infelizmente. sobre a RBS, ainda me parece pior. diz como enxerga seus leitores, ouvintes e telespectadores: mal informados. seria uma espécie de autocrítica sofisticada?

update: recebo de Cláudia Cardoso (do blog Dialógico) o link deste texto de Daniel Cassol, que enfim explica o que parecia inexplicável. recomendo a leitura. Pedro Parente é, ao mesmo tempo, vice-presidente executivo da RBS e membro do Conselho de Administração da TAM. no meu tempo, isso tinha nome. e era um nome feio.

20 comentários:

Ederson Nunes disse...

ah, terrível, as pessoas vão se esfalfar tirando fotos com celulares bregas lá na frente. e são idiotas demais para saber que nenhuma das fotos vai sair boa. na verdade, assim como não se importam com a Tam patrocinando, também não se importam que todas as fotos saiam horrorosas, escuras, desfocadas e mal-enquadradas, porque as pessoas parecem que têm deixado um pouco do cérebro na pia quando escovam os dentes.

cada vez pior.

Reges.ts disse...

a cidade está cada dia mais suja e mal cuidada. mas o prefeito segue sorrindo. e confere o foguetório que anuncia a pinheiro da RBS+TAM. com "estrutura afunilada".
enquanto isso, no espírito natalino, isabela fogaça canta para completar outras festas por aí.
merecemos tanto?

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

que coisa horrível. ninguém merece!

Carmencita Mahadevi - geleiairreal.wordpress.com disse...

RBS + TAM = notícia garantida.

Natal judaico da RBS = lucro garantido.

Leonardo disse...

Neném,
Você questiona mas traz a resposta em seu próprio texto, que só porque é dura de engolir não se torna menos resposta:

"... que trata seus cidadãos como gente burra, incapaz de juntar dois mais dois – e acho até que a maioria das pessoas quer mais é “ver a árvore” e tirar fotinhos."

Caco disse...

Anota aí mais uma estrofe para o hino ao mau gosto: semana passada em um evento de premiação a veículos de comunicação, a GOL foi aplaudidíssima ao receber o troféu de melhor assessoria na gestão de crise.

Maroto disse...

ouvi dizer que a prefeitura de sumpaulo tratou de aumentar a própria árvore quando soube que estava menor que a do Rio. Quem dera tivesse se incomodado igualmente porque a pista do Galeão é maior que a de Congonhas

Penkala disse...

mau humor, hein, Pinta? puta-la-vida! deixa as pessoas curtirem as árvores de natal! a coisa mais importante do natal é o perdão aos pecados. é comemorar de coração limpo. coisa triste uma cidade sem árvores de natal de enfeite. acho um absurdo quando as pessoas não decoram suas casas com árvores e bolinhas e luzes. Fogaça está se preocupando com a estética da cidade, que é muito bom pra auto-estima do cidadão. natal é tempo de paz e alegria. e tu aí com esse mau humor todo!

quem não acha árvore de natal fundamental, só pode estar louco.

Graziana disse...

o prefeito que não faz nada, no mínimo nem deve saber sobre a árvore...

RBS associa seu nome a quem lhe dá mais grana...

TAM quer livrar sua imagenzinha, posar de boazinha e continuar ganhando dinheiro...

coisas do capitalismo neoglobalizante, excludente, como diria minha amiga Maira...

eu lírico disse...

Não tive oportunidade de conferir ao vivo, mas pelas fotos que vi, a paisagem não está lá essas coisas de tão liiiiiiiiiinda...


¬¬'

Quem dera esse dinheiro fosse tapar uns buraquinhos no orçamento, que vez por outra aparecem...

E, pelo amor de Deus, TAM é de lascar o cano...

Maroto disse...

pinta, acho que alguém roubou o login da Penkala :o

mimi disse...

toca aqui, dasminha! decoração de natal só perde em mau gosto pra patrocínio da tam. e aquela árvore bisonha consegue ser o horror entre os horrores. ugh!

Rosamaria disse...

eu não sei, eu não vi.

Cristiano disse...

não sou fã de árvores de natal, histórias de renas e papais noéis.
mas a cada ano me emociono mais com as propagandas do zaffari...
será doença?

Penkala disse...

heheheheh
hihohihohihohihohihoho
HOHOHOHOHOHOOHHOH


marotinha,
como se eu fosse IMPORTANTE pra alguém fazer isso!

Sean Hagen disse...

*



melhor do que isso é ver a árvore ser alçada à notícia de primeira capa, com foto gitantesca, desde que os caninhos começaram a ser montados.
prática que se repete diariamente.

isso que eu chamo de construção da notícia.




*

maristela disse...

Pinta. Falou e disse, como a gente dizia no meu tempo. É inominável. Tanto a atitude das empresas, do ponto de vista ético, quanto a da Prefeitura que topa esta parceria torta. bj

Sandra Bordini disse...

Ah não, que má vontade a tua!
Eles se esforçam para fazer essa árvore especialíssima, que ainda por cima, veja você, tem um formato afunilado assim como as árvores de Rio e São Paulo. Devem ter contratado algum arquiteto com doutorado no exterior para criar este conceito especial.

Eu moro de frente para a beldade... lembro que quando começaram a construir, euzinha, esquecendo da existência do natal, achei que estaríamos ganhando nossa própria versão da Torre Eiffel.

Anônimo disse...

Olá! Buscando notícias sobre a horrorosa árvores de natal no Gasômetro, encontrei teu artigo. Tomei a liberdadde de lincá-lo no meu blog:
http://dialogico.blogspot.com/2007/12/o-jornalista-daniel-cassol-atendendo-um.html
Abraço!

claudia cardoso disse...

Não foi a assinatura na postagem acima: Claudia Cardoso.