05 dezembro 2008

control alt del

ontem esqueci minha hora no psiquiatra. o dia estava morno, por fora e por dentro. eu estava com vontade de andar por aí. e andei. estava com vontade de almoçar com tempo. e almocei. deu até vontade de comer sobremesa. arrisquei um tequinho.

tive vontade de ir ao cinema, mas também estava com uma preguiça fatal. troquei o cinema por um café e por um banco no Parcão para olhar a humanidade suar a camisa.

não foi um esquecimento, assim, pequeninho. deletei completamente. depois morri de vergonha e de culpa por ter esquecido. hmmm. mentira. não morri. a vergonha ficou, mas a culpa passou rapidinho. afinal, o que mais um psiquiatra pode desejar além de ser esquecido? isto não seria um sintoma de cura? ou: será que ainda existe esperança? piu?

7 comentários:

Adriana disse...

Adoro seus posts, mesmo aqueles cheios de dor e saudades...creio que a cura é voce sentir-se viva e pensar que vale a pena ter momentos de fazer o que nos da vontade. Beijinhos carinhosos cheios de energia positiva do outro lado do oceano

cida disse...

Que coisa boa esse tal de Ctrl+Alt+Del!
Resolveste te presentear com a tua companhia e com o prazer de ser dona da tua vida e do teu tempo.Muito Bom isso.
um abraço

cristiano dalcin disse...

Pinta
Deletar os compromissos é pôr a vida em caixa alta. Fiquei com vontade de fazer o mesmo. Mas nos próximos dias isso ainda é impossível. Hoje visitei a zona vermelha, local onde dois morros desabaram em Ilhota, aqui perto de Itajaí. Já tinha visto acidentes terríveis, cenas de assassinatos, sangue... mas nada, nada me impressionou mais do que o lugar abandonado por todos que conseguiram sobreviver. Um filme de terror diante dos meus olhos. Ainda não me recuperei. Preciso dar control alt del... mas ainda tem amanhã e depois de amanhã...
Um beijo

Rosamaria disse...

pinta querida, faz isso mais seguido, numa dessas tu vens a Santa Maria.

bjim, cosquirídia.

pen*ka*la disse...

negrinha, eu sou mó chatinha e me culpo horrores quando esqueço um compromisso. mas vamos nos combinar que esse teu dia, que te fez esquecer o psi, foi terapeutico pra caralho. e aposto que te ajudou mais que 50 minutos no psi. pelo menos deve ter ajudado mais o coração, né?

Caco disse...

Um dia leve. Adoro demais.
Deveríamos todos nos presentearmos com mais desses vezenquando.
abs

Arnaldo disse...

Menina! Você acabou de se dar alta.