22 novembro 2009

sorte




o acaso. a coincidência. o imponderável. o que "puxa, não pode ser verdade". tudo aquilo que faz, da vida, um mistério difícil de ser desvendado ou narrado. aquilo que guarda o índice de que tudo pode mudar logo ali, depois da esquina. ou ficar por isso mesmo.

este pequeno livro de Paul Auster me faz lembrar coisas importantes. que sentimentos inexplicáveis permanecem inexplicados. que nem sempre a saudade que vai é a mesma que vem. que um amor depende menos de vontade e mais de sorte, acaso, coincidência.

4 comentários:

Dalys disse...

Siempre me pareció una continuación de la Trilogía de Nueva York, sin embargo atender el teléfono en medio de la noche nunca fue igual...

Caco disse...

falou e disse.
bjs
caco, direto dos anos 80

Marcelo disse...

Taí, Márcia. Vou colocar na minha wish list. Obrigado!

Nina disse...

Opa!
Comprei, li e gostei! Obrigada!

(e ainda comprei mais 4 livros, muito boa essa Companhia de Bolso, hein?)