16 maio 2006

a-hã

Paulo Coelho, aquela marrrrrravilha da literatura brasileira, fez magia em uma entrevista durante a Feira do Livro de Turim. transformou Pelé num jogador ruim. e o que é pior: em vez de dizer que ele acha isso, o que afinal ninguém estranharia, teve a pachorra de dizer que 60% dos brasileiros pensam assim. “de cada dez brasileiros, seis olhariam Pelé e diriam ‘ele é bom, mas...’”, decretou.

Paul Rabbit, Paul Rabbit, descobri por que você senta na pedra do rio e chora. só pode ser vergonha.

5 comentários:

Sean Hagen disse...

*


estás hablando de Pablo Conejo?
no, que feo.
no me diga esso.


*

Nei Duclós disse...

A divindade incomoda quem fez pacto com o dito-cujo (única explicação para vender 70 milhões de livros ruins).

Maitê disse...

Marcia, ele tinha que se abaraçar com oDan Brown e irem morar no Alasca. Existe uma estimativa que os livros do Dan Brown foram os mais vendidos da feira de Porto Alegre. Mas em todas as feiras que já ui, incluindo Ijuí e Santa Maria, só tem livro de auto-ajuda, do Dan Brown e do Paulo Coelho bem amostra. Claro que só vai vender isso. É quase uma ditatura...

Abs

marcia disse...

ah, Maitê, que injustiça. eu comprei um livro sobre sexo e astrologia por DOIS reais na última Feira. tava bem à mostra. literatura de altíssimo nível. :P

Nei, tem uma outra explicação, mas eu prefiro a tua. esta outra envolve o gosto do leitor, e eu fico deprimida quando penso nisso. :(

Sean, isso me lembra que tenho uma ótima receita de conejo. ;)

Velazquez disse...

Ahahaha! Adorei a crítica ao Paul Rabbit!