02 janeiro 2009

eu odeio hífen

preciso confessar. não sentirei falta do trema (e agora, não ainda tem til? aconteceu alguma coisa com o til, gente?). trabalhei na Folha durante anos, e lá trema é regra morta há milênios. pois é, Arnaldo. eu sei, eu sei. respeito sua dor.

o que me irrita mesmo é o hífen (continua tendo chapeuzinho da vovó? e vovó? dúvidas, dúvidas. e nenhuma resposta. assim fica difícil. e difícil? melhor escrever complicado, néam? e... tá, chega). mas e o hífen, hein? você leva décadas para aprender mais ou menos a usar aquela porcaria, e os infames não acabam com ele. a quem eu preciso subornar para extinguir o hífen? help, please.

4 comentários:

laurastorch disse...

Vi uma entrevista em que a senhora contava que Manteiro Lobato era contra qualquer regra de acentuaçao: dizia que acentuaçao é pra quem quer aprender a falar português. Se voce já fala, pra escrever faça o que quiser: use acênto apenas se achar bonitinho, trëmas e circunfléxos apenas se quiser ser charmoso. Usar ou não usar acentuação dá no mesmo. Pra quem fala portugues... Pôlemico, mas engraçãdinho!

Rosamaria disse...

É só pra complicar mais a vida da gente, neam???

pen*ka*la disse...

medo tremendo de escrever minha tese agora. já pensou? além de tudo, ainda ter que colocar nas NOVAS REGRAS ORTOGRÁFICAS?

vampaputa esses pentelhos. por que diabos ficam inventando isso, hein?

e o hífen, desgraçado. mal aprendi e agora tudo de novo? mo-r-ram todos.

Arnaldo disse...

Menina! Você quer extinguir (ou será extingüir?) mais coisas? eu quero é colocar mais regras. Eu adoro as frescurinhas da nossa língua.